ANAHI


Creditos Ativos

Programas de Televisão

“Chiquilladas”
(1986 primeira vez na televisão)
“La Telaraña” (1986)
“Chiquilladas” (1988- 1993)
“Súper ondas” (1989)
“Una pura y dos con sal” (video-teatro)
“Mujer, casos de la vida real”
(artista convidada)
“Hora marcada” (artista convidada)
“Dr. Cándido Pérez” (artista convidada)
“Papá soltero” (artista convidada)
“Addicion R” (2005)  …. Anahí
“La Familia” (2007) … Any

Novelas

“Muchachitas (1991) Betty
“Ángeles sin paraíso  (1992)Claudia
“Madres egoístas (1993)
“Alondra” (1995)Margarita
“Tu y yo” (1996)…  Personaje: Melissa
“Mi pequeña traviesa (1998) Samantha
“Vivo por Elena (1998) Talita
“Mujeres engañadas (1999) Jessica Duarte
“El diario de Daniela” (1999) Adela Monroy
“Primer amor… a mil por hora (2000) Jovana
“Clase 406 (2002) Jessica Riquelme
“Rebelde” (2004-2006) Mía Colucci
“Lola Erase Una vez” como Anahi de RBD
“Dos Hogares (2011-) como Angelica Estrada

Filmes

“Asesinato a sangre fría” (1989)

“Había una vez una estrella” (1989)

“Nacidos para morir” (1991)

“Ayudame compadre” (1992)

“El ganador” (1992)
“No me defiendas compadre” (para video)
“Tarde azul”
“Inesperado Amor” (1999)


Obras de Teatro

“Ricitos de oro”
“Los extraterrestres”
“El soldadito de plomo”
“Tenemos que casar a papá”
“Tom Sawye

———————————

Dados Rápidos

Nome: Anahí Giovanna Puente Portilla
Data de nascimento: 14 de maio, 1983
Livro: ‘A Luz e a Sombra’, de Deepak Chopra  e ‘Brida’, de Paulo Coelho.
Cidade: Madri
Música: “All you Need is Love”, dos Beatles, é minha música favorita, sempre.
Música de Anahí: “Alérgico”
Disco: Todo o tempo ouço Beatles, por todos lados.
Perfume: Angel, de Thierry Mugler; uso ele desde sempre.
Filme: E o Vento Levou
Marca de roupa: Gucci
Maquiagem: Mac; Sou viciada em Mac.
Ator: Robert de Niro e Jesús Ochoa
Atriz: Vivian Leigh; é minha ídola do mundo inteiro.
Novela: ‘Destilando Amor’, foi meu máximo, não perdia! Antes de sair para os shows eu assistia, até na Romênia. Também ‘Soy Tu Dueña’.
Cantores: Celine Dion e Michael Bublé


Falar da ANAHÍ é falar de carisma e talento únicos, já que ela não possui somente uma voz extraordinária, mas uma forma singular de interpretação e dom artístico. ANAHÍ entrou para a vida artística desde muito pequena e logo os estúdios de TV a escolheram como uma de suas mais queridas estrelas. Era de se esperar, já que desde nova, ANAHÍ possuía grande versatilidade, carisma e talento.

Com um amplo histórico na televisão mexicana e na música, hoje ela é uma das figuras juvenis mais importantes, não somente no México, mas também na América Latina e Europa. Conta com dez novelas, onze filmes, mais de uma dezena de séries de TV e quatro discos solo.

ANAHÍ se caracteriza por ser uma mulher forte. Em sua vida passou por momentos difíceis, ao enfrentar doenças como anorexia e bulimia – que quase lhe tiram a vida, aos 19 anos. Mais como Anahí é uma guerreira e por pedir uma oportunidade à vida e a Deus, com muito trabalho e o passar dos anos, ela se recuperou e hoje é um exemplo vivo de que é possível curar-se.  ANAHÍ aproveitou sua fama e a lente das câmeras para promover campanhas que ajudam os jovens a se informar sobre essas doenças que destroem os sonhos e a vida de muitas pessoas, mas que com determinação podem ser curadas.

Na carreira artística, participou de grandes projetos, sendo a participação na novela Rebelde (2004) um dos mais importantes, já que lhe deu a oportunidade de formar um dos projetos musicais de maior sucesso da década, o RBD. A história do RBD todos conhecem, pois o grupo em cinco anos recebeu diversos prêmios, além de discos de Ouro e Platina. Anahí percorreu o mundo ao lado do RBD. Visitaram 116 cidades, em 23 países. Venderam mais de 10 milhões de discos, 17 milhões de downloads de músicas, 4 milhões de DVD’s, 2 milhões de ingressos para os shows, 20 milhões de produtos licenciados e milhares de bonecas Barbie com a própria imagem. Sem dúvida parte importante do grande sucesso que obteve a banda.

Apesar do fim do RBD ser algo que Anahí tenha evitado a todo custo, ela definitivamente estava certa de que sua carreira não havia terminado. Não queria deixar os palcos, já que é onde ela se sentia mais feliz. Por isso, e apesar dos diversos convites para novelas, decidiu trabalhar no que seria a volta à música, novamente em carreira solo.

Em 2009 voltou aos palcos internacionais. O “Premios Juventud” foi o evento escolhido para o mundo conhecer o primeiro single, com o nome de “Mi Delírio”. A apresentação resultou em boas críticas, pois foi considerada impactante, com uma grande performance. ANAHÍ estava acompanhada por um grande grupo de bailarinos, com uma coreografia sexy e grande cenografia,  sendo uma das mais aplaudidas da premiação.

Em 24 de novembro de 2009, foi lançado o álbum “Mi Delírio”, pela gravadora EMI Music México. Também no fim de 2009 saiu em turnê, com a “Mi Delírio World Tour”, que até o momento percorreu Argentina, Brasil, Chile, Eslovênia, México, Romênia, Sérvia e Venezuela.

Em 24 de novembro de 2010 foi lançada uma edição especial do disco Mi Delírio com temas inéditos como “Aleph’ (escrita para o livro de Paulo Coelho) “Alérgico” (escrita por Noel Schajris) e “Pobre Tu Alma”, que foi composta pela própria Anahí.

Em 2011 Anahí deu início a sua nova turnê intitulada “Go Any Go” com a qual visitou o Brasil e o México. Nesse mesmo ano Anahí também volta à  telinha, como protagonista da novela mexicana ‘Dos Hogares’, do produtor Emilio Larrosa, fazendo par romântico com o ator Carlos Ponce. Durante as gravações da novela Anahí começa a trabalhar em seu novo disco solo.

Mas a história continua, e por isso convidamos você a visitar sempre o AnahíOnline e ficar sempre por dentro de todos os passos dessa mulher que vimos crescer sob os refletores.